terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Apresentação Oral

O retrato de Doryan Gray

Autor:

Nome: Óscar Wilde

Data e local do nascimento: 16 de Outubro de 1854 em Dublin

Data e local da morte: 30 de Novembro de 1900 em Paris

Profissão: Escritor

Obras:

Géneros cultivados: romance, novelas, contos infantis e dramas (teatro)

 Corrente literária em que se integra:

 Características da sua obra: O Retrato de Dorian Gray, considerado por críticos como obra-prima da literatura inglesa, Óscar Wilde trata da arte, da vaidade e das manipulações humanas

Esta obra tornou-se um símbolo da juventude intelectual "decadente" da época e de suas críticas à cultura vitoriana. O próprio Oscar Wilde foi apontado como o pai do decadentismo na Inglaterra, coisa que ele sempre negou.
Ficha de leitura:

Relógio D’Água Editores, Abril de 1998

Como tomei conhecimento do livro: já tinha conhecimento do livro devido à visualização do filme.

Motivo da escolha do livro: a sua leitura foi-me proposta pelo professor de Português com o objectivo da sua apresentação.
Resumo:

A obra é passada no século 19 na alta sociedade Londrina, sobre um jovem de 20 anos- Dorian Gray que requisita um retrato, uma pintura, a Basil Hallward.
É-nos apresentada no início da obra, uma personagem fulcral no desenrolar da obra cujo nome é Lorde Wotton, este era amigo de Basil e tornou-se muito próximo de Dorian, passando a estimulá-lo e a estudar as suas reacções e atitudes.

Quando a obra se deu como terminada e Dorian Gray se deparou com a mesma, disse com os olhos cravados no seu retrato. – Eu ficarei velho, feio horrível. Mas este retrato conservar-se-á eternamente jovem.


E afirmou que tudo daria inclusivamente a sua alma caso o seu retrato envelhecesse no seu lugar e ele se mantivesse jovem para todo o sempre.

A partir daí, temos o desenrolar da história. Dorian apaixona-se por uma jovem actriz, Sibyl Vane, de quem se torna noivo, cujas representações eram efectuadas num pequeno teatro.

Dorian decide apresentá-la aos seus amigos através de uma representação de “Romeu e Julieta”, cuja prestação foi aterradora, deixando Dorian desgostoso. No final da peça dirige-se a sua noiva, e acabou a sua relação de forma cruel e violenta.

Ao chegar a casa, Dorian, dirigiu-se ao seu quarto e, ao olhar para o seu retrato, quase enlouqueceu, ao perceber que o quadro estava diferente. Reflectiu e percebeu que o quadro reflectia a sua alma.

Em esperança de remediar o seu feito, planeou no dia seguinte pedir desculpa à Sibyl, no entanto era tarde de mais, e ela já tinha cometido suicídio.

A partir de então, Dorian passou a viver tudo o que lhe era ou não permitido. Passou a ter uma conduta fria e interesseira com todos à sua volta. Induziu pessoas a actos criminosos, mas saindo sempre impune. Assassinou o seu amigo Basil, à facada, quando este descobre o que se estava a suceder, e mais tarde induz a suicídio outro seu amigo químico a quem tinha pedido para se desfazer do corpo de Basil.

Dorian tinha 40 anos, e o seu retrato deteriorava-se cada vez mais, quando pensou em curar sua alma levando uma vida pura, sem magoar quem quer que fosse.

Apesar de suas boas acções, o quadro não se alterara para melhor como supunha e era a única prova do seu mau carácter, da sua consciência.

Então, resolveu destruí-lo. E, com a mesma faca com que matou Basil, trespassou o retrato. Ouviu-se um grito. Os criados acudiram. E, quando conseguiram aceder ao quarto, viram na parede o magnífico retrato, e, no chão, jazia o corpo de Dorian, com a faca cravada no peito, que só pôde ser reconhecido pelos anéis que possuía nos seus dedos.

Opinião sobre o livro: Após ter lido o livro, a minha opinião é que se trata de um livro bastante interessante e convidativo, aconselho todos a ler este livro, No que diz respeito à linguagem é bastante simples e acessível a todos.

Destaco uma reflexão que me suscitou particular interesse pelo seu conteúdo ousado e realista. pág. 20

 Personagens principais e respectivas caracterizações:

Ø Dorian Gray (beleza física inimaginável, inicialmente era uma pessoa inocente tornando-se depois arrogante)

Ø Basil Hallward (pintor de excelência)

Ø Lord Henry Wotton (era um homem extremamente inteligente, perspicaz, irónico e com grande vivência nos relacionamentos humanos, capaz de exercer forte influência sobre as outras pessoas.)

Ø Sibyl Vane (muito humilde e bela, encantadora)
Afonso Pedroso Nº1/ 11ºD

Sem comentários:

Enviar um comentário