quarta-feira, 17 de outubro de 2012

História de Leonardo



Leonardo é descrito como um soldado de boa presença, habilidoso e cavaleiresco, azarento nos amores, e a quem desgostos amorosos não faltam.

Ao longo das estrofes 76 a 81, é descrita a sua tentativa em apanhar Éfire, uma ninfa que se fazia mais complicada que as outras e não se deixava apanhar tão facilmente.

Leonardo ao correr atrás de Éfire vai lamentando a sua falta de sorte no amor e rogava o seu destino que contrariava constantemente os seus desejos, até que na estrofe 82 a ninfa voltou-se e deixou-se cair para que fosse apanhada pelo marinheiro que a perseguia.

Na estrofe 83 é descrito o ambiente que os marinheiros viviam na ilha dos amores durante aquela manhã e o início de tarde, um ambiente de beijos famintos, de choros mimosos e risinhos de contentamento.

Na estrofe 84 processa-se o casamento entre os marinheiros e as ninfas. Este casamento tem um valor simbólico, pois em pouco tempo os marinheiros regressarão às suas casas, é também simbólico pois, sendo a ilha dos amores um local criado com o objectivo de criar uma dimensão épica, estes casamentos são a união entre as pessoas e criaturas divinas, dando a essa união um estatuto divino. Estes casamentos acontecem também como demonstração de reconhecimento do esforço dos marinheiros em apanharem as ninfas.

Sem comentários:

Publicar um comentário