quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Reconhecimento e mérito para Luís de Camões



Na Estrofe 95 do canto VI, Luís de Camões, reconhece que é por meio dos perigos e bravuras que os homens detentores de uma certa fama a merecem e justificam. Nesta estrofe está já presente a ideia de que estes homens têm mérito pelos seus actos e que a fama que detêm é uma recompensa merecida e não obtida por herança dos seus antepassados.

 Na estrofe 99 o poeta refere que, o homem que observa os comportamentos dos outros deve ocupar o cargo de liderança. Este homem deve tomar o cargo contra a sua vontade e toma-o por mérito próprio e não por pedidos e favores.

Camões em ambas as estrofes dá a recompensa como uma consequência ou resultado de uma acção que demonstre bravura, e que por tal tenha mérito, ou seja, um homem que tenha mérito de algo é recompensado.

Sem comentários:

Publicar um comentário